rita cadillac
A cantora e ex-chacrete carioca Rita Cadillac (FOTO: Reprodução)

Rita Cadillac saiu em defesa, em seu Instagram, da aprovação de medidas emergenciais para ajudar artistas durante a crise causada pela pandemia do novo coronavírus. No registrado, publicado na noite de terça (dia 25), ela pede às pessoas para imaginarem como seria um mundo sem arte durante este momento de crise.

“Este vídeo será todo em preto e branco. Não terá nenhuma música de fundo. Nenhuma fotografia, ilustração ou cena”, tem início o vídeo, criado pela Frente Cultura RJ. “Para que você imagine como seria viver em quarentena sem as artes”, continua a mensagem.

VEJA TAMBÉM: De maiô, filha de Kelly Key e Latino surpreende por semelhança com a mãe

Na legenda, Rita Cadillac explicou: “Última classe a retornar a trabalhar”. A própria Rita Cadillac declarou, no final de semana, que precisou dar entrada no auxílio emergencial para lhe ajudar pagar as contas durante a pandemia. Numa entrevista dada para o Domingo Espetacular, da RecordTV, ela falou sobre o assunto.

Ajudou a comprar alguma coisa. Eu não levo vida de rico, eu não sou rica”, revelou. A seguir, a cantora e ex-chacrete se mostrou surpresa com as críticas que chegou a receber por ser famosa e mesmo assim ter solicitado os 600 reais do governo federal. “Eu não entendi esse auê todo. Artista é a última classe a trabalhar. Não fui eu que exigi, eu pedi, foi lá para o DataPrev, e eu fui aprovada”, disse na ocasião.

View this post on Instagram

Última classe a retornar a trabalhar

A post shared by Rita Cadillac (@ritacadillac) on