Saiba como David Bowie salvou a vida de outro astro da música

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Quando David Bowie e Iggy Pop decidiram se mudar para Berlim, a viagem que fizeram para criar um dos maiores álbuns de rock de todos os tempos não foi apenas uma viagem criativa, mas também uma viagem pessoal, uma vez que eles queriam fugir das armadilhas do vício.

Naquele ano, eles desenvolveram um laço fraternal, que salvou a vida de ambos e Iggy será sempre grato pela forma como Bowie o salvou. A dupla, que morou junto enquanto vivia na capital alemã, já fazia colaborações desde anos 70, o que os tornou inseparáveis e com um dinamismo musical destemidamente criativo.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Iggy Pop e David Bowie (FOTO: Reprodução/Créditos: Alamy)

Para além de seu tempo juntos no estúdio e na estrada, eles também se tornaram grandes confidentes. Com grande devoção ao seu ofício, bem como um ao outro, estavam cada vez mais envolvidos e com as suas vidas mais interligadas a cada projeto musical e ano de amizade que passava.

“A amizade está ligada basicamente ao fato de que ele me salvou da aniquilação profissional, talvez pessoal”, disse Iggy após a morte de Bowie. “Muitas pessoas eram curiosas a meu respeito, mas apenas ele teve algo verdadeiro em comum comigo e que realmente gostava do que eu fazia e apostou em mim, e tinha realmente intenção de me ajudar. Ele fez algo bom. Ele me ressuscitou”

Pop adiciona que Bowie “foi mais benfeitor do que amigo, do modo que muitas pessoas consideram uma amizade. Ele se empenhou para me dar um bom futuro”.

Iggy Pop e David Bowie (FOTO: Reprodução/Internet)

Iggy estava lutando contra o vício em heroína antes de se mudar para Berlim, mas também estava em um bloqueio criativo. Os Stooges tinham chegado ao fim, e o seu último disco foi em 1973, antes de Bowie aparecer e o levar para Berlim em 1976. A viagem os levou a gravar juntos dois álbuns que reanimaram a sua arte, fazendo do próprio Iggy uma estrela.

Em entrevista à MTV News em 1990, Iggy Pop deu mais detalhes sobre sua ressurreição: “Bem, vamos colocar desta forma, antes de fazer aquele disco (The Idiot), eu era basicamente um morador de rua em Los Angeles”, disse ele. “Eu tinha sido meio que bloqueado por toda a indústria da música e tinha um empresário realmente desastroso, problemas com drogas, bebida, e farras em geral. Assim, na época, podia ter montado uma banda de rock, algo glamoroso, algo sem sabor, mas não queria fazer isso”.

Ele acrescentou: “Foi realmente oportuno quando ele sugeriu basicamente duas coisas, sair de LA, o que foi ótimo, e fazer um álbum juntos, o que foi uma boa ideia. Penso que, se ele não tivesse vindo com essa proposta, provavelmente não estaria falando com você agora.”, disse ao entrevistador.

Iggy Pop (FOTO: Reprodução/Internet)

VEJA MAIS: Gusttavo Lima é acusado de agressão por ex-compositor de Cristiano Araújo

Eles perderam contato depois de 2002, quando Bowie pretendia assinar contrato com Pop em sua nova gravadora, mas o amigo já tinha assinado com outro selo. Além disso, conflitos de agenda impediram Iggy de se apresentar no festival de Meltdown, em Londres, do qual Bowie era o curador.

Embora a amizade não tenha resistido ao teste do tempo, e as suas vidas tenham seguido por caminhos diferentes, Iggy continua mantendo um respeito e uma gratidão inabaláveis por Bowie. O “Starman” o ajudou a retomar a carreira e renovou a vontade de viver de Iggy. Apesar de seu incrível talento, se não fosse por Bowie, ele não teria se tornado o lendário astro que é.

Confira a entrevista de 1990, na qual Iggy Pop diz que David Bowie salvou sua vida:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio