O clipe de Michael Jackson para “Thriller” é um dos vídeos mais icônicos de todos os tempos, no entanto, não existiria sem um certo filme de terror. Jackson viu um filme clássico e decidiu que queria trabalhar com seu diretor. O diretor do filme tinha algumas reservas, mas acabou decidindo trabalhar com Jackson por um motivo muito específico. Por Matthew Trzcinski do Showbiz.

Primeiro, um pequeno histórico. Os filmes de terror dos anos 80 destacam-se por seus méritos técnicos. Os efeitos práticos (não CG) atingiram seu ápice, então os cineastas de terror puderam usá-los para criar monstros e alienígenas surreais e convincentes como nenhum outro visto antes ou depois. Entra o diretor John Landis.

No início, Landis era mais conhecido por dirigir filmes de comédia como Animal House e The Blues Brothers. No entanto, ele mostrou seu alcance com um filme de terror dos anos 1980 chamado An American Werewolf em Londres. Um Lobisomem Americano em Londres continua entre os filmes mais lembrados da mania de lobisomem dos anos 1980. Ele apresenta uma cena famosa onde seu personagem principal se transforma em um lobisomem – uma cena com efeitos memoráveis ​​e convincentes especificamente. De acordo com Bloody Disgusting, este filme inspirou Jackson a fazer “Thriller”. Landis se lembra do que aconteceu quando Jackson ligou para ele.

VEJA TAMBÉM: Áudios indicam que Gusttavo Lima teve outra amante além de Mallu Ohana

Ele ligou para dizer que era fã do meu filme”, disse Landis a Vox. “Ele queria fazer um vídeo de rock em que se transformasse em um monstro e sentisse que tinha a melhor música para fazer isso,‘ Thriller ’.” Landis tinha algumas reservas sobre o projeto.

Eu pensei:‘ Não sei, porque os videoclipes são essencialmente comerciais para vender discos’”, lembrou ele. No entanto, ele mudou de ideia. “Decidi fazer‘ Thriller ’porque era uma oportunidade de fazer um número musical adequado.” Enquanto trabalhava com Michael Jackson, ele aprendeu um fato sobre Jackson que é muito interessante considerando sua produção artística.

“Acontece que ele não viu muitos filmes de terror, eles eram muito assustadores”, disse Landis à Reuters. “Eu o achei ótimo. Ele queria zumbis, mas a grande coisa para Mike estava se transformando em um monstro.” A aversão de Jackson aos filmes de terror é surpreendente, dada a forma como ele deu ao mundo várias canções com tema de terror, como “Thriller”, “Ghosts” e “Is It Scary?” Landis revelou como era trabalhar para Jackson.

Michael estava muito determinado a fazer com que tudo fosse o melhor, o melhor”, disse ele. “Ele tinha uma ética de trabalho espetacular, mas era um velho profissional, o cara vem se apresentando desde os 8 anos.”

Tanto “Thriller” quanto seu videoclipe são clássicos, no entanto, a resposta do público à música não foi tão forte quanto sua reputação pode sugerir. A música apenas alcançou a quarta posição na Billboard Hot 100. Não foi um dos maiores sucessos de Jackson. Comercialmente, foi eclipsado por outras canções de Jackson como “Rock with You” e “Beat It”. No entanto, tem um vídeo icônico – um vídeo que poderia não existir se Landis não quisesse dirigir um número musical.