Maria Eduarda Catão, (FOTO: Reprodução)

Morreu aos 21 anos, a estudante de Veterinária Maria Eduarda Catão, conhecida por ser a princesa do Jaguariúna Rodeo Festival 2019.

A jovem descobriu recentemente uma doença rara que atacou o fígado e não resistiu. No fim do último mês, a mãe de Maria publicou nas redes sociais diversos pedidos de oração pela filha.

Ela estava recebendo tratamento na UTI do Hospital de Clínicas da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas): “Nesse momento está sendo com tratada com medicamentos e com fé em Deus vai livrar do transplante do fígado e restabelecer toda saúde. Eu creio em nosso Deus”.

VEJA TAMBÉM: Simone, dupla de Simaria, revela detalhes sobre prisão: “Muito torturante”

A princesa, arrecadava em suas redes sociais, mais de 17 mil seguidores. Com o sonho de ser digital influencer, a modelo também possuía um estúdio de piercing na pequena cidade onde morava.

O sonho dela desde criança era ser popular. Sempre quis isso. Participou de concursos de beleza, o de maior repercussão foi o do rodeio. Era uma body piercer de sucesso na cidade e acabou se tornando muito conhecida. Ela morreu vivendo os sonhos e acredito que estava no auge em sua vida“, disse a prima, Juliana Dal’ Bó, de 33 anos.

Ela cresceu tanto no body piercing que chegou a falar para mim que a veterinária seria algo secundário. Não precisava tanto de dinheiro da profissão, mas que atenderia animais de maneira beneficente. Tinha bem claro na cabeça que não seria por falta de dinheiro do dono do animal que deixaria de atender”, continuou a prima de Maria Eduarda Catão.

A família está péssima. Estou falando com você e me segurando para não chorar. A mãe está muito abalada, já teve de ser socorrida, a nossa avó apenas chora. Somos muito unidos e a perda é muito sentida“, conclui Juliana Dal’ Bó ao UOL.