A cantora paulista Sandy (FOTO: Reprodução)

Um ícone da música brasileira e dona da segunda turnê mais lucrativa do mundo no ano passado, Sandy confessou que teve um momento onde quase desistiu da carreira.

O motivo? Um problema de saúde: “Sou muito alérgica. Choveu, eu estou espirrando […] Até sofri com isso bastante tempo porque tenho uma sinusite crônica”.

No fim de 2018, eu sofri tanto que cheguei a me questionar se ia continuar a minha carreira porque me atrapalhava demais. Era pigarro o tempo inteiro“, revelou.

Ainda tenho essa condição porque faz parte da minha natureza. É crônico. Mas agora estou muito melhor. Continua me atrapalhando, mas não de um jeito que me faça pensar em parar de cantar“, disse em entrevista ao podcast de Felipe Solari.

VEJA TAMBÉM: Ruiva, Katy Perry lança vídeo de “Champagne Problems” para projeto visual

A cantora ainda confessou ser insegura ao ponto de não aparecer publicamente sem maquiagem: “O negócio da maquiagem é sério para mim. Não me sinto segura, não me sinto bem. Preciso estar me sentindo bonita para colocar minha cara na câmera“.

É muito pessoal mesmo. Admiro quem faz […] Eu preciso entrar no meu personagem. Eu sou eu, mas tenho um ritualzinho, coisas que me ajudam a pensar: ‘Agora é uma artista falando para um público que está vendo’“, disse.

Há alguns meses, Sandy lançou o EP 10:39, que conta com covers das músicas Piloto Automático, do Supercombo; Lua Cheia, do 5 a Seco; e uma bela releitura de Tempo, canção lançada por ela em 2010.

O projeto foi totalmente visual e contou com um clipe no estilo “curta-metragem” para todas as músicas. Confira!