taylor swift
A cantora norte-americana Taylor Swift (FOTO: Reprodução)

O empresário de Demi Lovato, Ariana Grande e Justin Bieber, Scooter Braun causou um revolta entre os fãs de Taylor Swift mais uma vez.

Segundo a Variety, ele vendeu os direitos principais dos primeiros seis álbuns de Taylor a um comprador que ainda é desconhecido, mas o negócio deve chegar a US$ 300 milhões (mais de 1 bilhão de reais).

A aquisição englobou todos os aspectos dos negócios da gravadora Big Machine, incluindo sua lista de clientes, acordos de distribuição, publicações e artistas mestres de propriedade.

VEJA TAMBÉM: Katy Perry traz diversidade para o vídeo de “What Makes A Woman”

Swift assinou com a gravadora no início de sua carreira e seu contrato expirou em 2018. Após isso, ela assinou um contrato para futuras gravações com o Universal Music Group.

O negócio é visto como uma grande vitória para Scooter, que lucrou muito com seu investimento inicial. Eletambém foi duramente e publicamente criticado por Swift, que o rotulou de “valentão” e disse que ele é “a definição de privilégio masculino tóxico em nossa indústria”.

Ela engatou uma briga pública com sua ex-gravadora no ano passado, após Scott Borchetta vender seu catálogo de músicas para o empresário Scooter Braun, deixando a cantora sem os direitos em decisões envolvendo suas próprias músicas.

Recentemente, a cantora recuperou os direitos de regravação de seus 6 primeiros álbuns, Taylor SwiftFearless, Speak Now, Red, 1898 e reputation.