luciano camargo
O cantor goiano Luciano Camargo (FOTO: Reprodução)

O Especial de Fim de Ano “Tempo – com Luciano Camargo”, que a Record TV leva ao ar neste sábado (12), às 23h30, reserva uma novidade aos fãs do cantor e da música Gospel. Na ocasião, ele apresenta “Obra de Amor”, de Yago Vidal, a segunda faixa do álbum “A Ti Entrego”, seu primeiro trabalho solo, todo dedicado à música Gospel.

A partir daí, “Obra de Amor” desembarcará nas rádios e em todas as plataformas digitais, ampliando o conjunto da obra já conhecido até então.
“Obra de Amor” canta oração que pede proteção e amparo para acalmar os anseios da alma.

A faixa endossa a satisfação de Luciano na realização deste projeto, que há anos vem sendo maturado por ele e, agora, se apresenta na medida certa e no momento certo, período de felicidade e tranquilidade na vida pessoal e profissional.

VEJA TAMBÉM: Filha de Vanusa não via a mãe há seis anos: “Nunca me identifiquei”

Como já disse o goiano em outras ocasiões, o lançamento de “A Ti Entrego” em versão solo não significa o fim da gloriosa parceria de quase 30 anos com o irmão Zezé Di Camargo, muito pelo contrário, tendo em vista que a realização deste sonho só engrandece o profissionalismo e o caráter visceral do artista. “É também uma forma de agradecer a Deus por tudo o que Ele me proporcionou ao lado do meu irmão”, afirma.

FOTO: Divulgação

“A Ti Entrego” celebra também os 17 anos de união de Luciano com Flávia Fonseca, mãe das gêmeas Helena e Isabella, com quem ele encontrou a paz e o equilíbrio que lhe trouxeram felicidade plena. Com 15 faixas, “A Ti Engrego” tem a assinatura digital da Inova, de João Mendes Miranda e Bruno Vaz.

“Tempo”, de Anderson Freire, André e Raquel Freire, primeira faixa que foi lançada em outubro, batiza o especial da Record TV, gravado sob todos os protocolos de segurança impostos pela pandemia do novo coronavírus. Isso explica também por que este é um especial sem convidados no palco.

“Sucesso eu já tenho”, diz Luciano Camargo. “Estou no melhor momento da minha carreira. O momento que estou buscando cantar louvores é bem agora em que me sinto tocando uma vida plena, com equilíbrio e amor. É quando você se sente assim que entende melhor o mundo. Há 20 anos, eu tive vontade de gravar um trabalho assim, mas lá atrás, não teria essa leveza e verdade de agora.”