shawn mendes
Os cantores Shawn Mendes e Camila Cabello (FOTO: Reprodução)

Há menos de uma semana, em Minnesota, o cidadão norte-americano George Floyd, morreu violentamente após ser detido pela polícia. O momento de sua prisão foi gravado em vídeo e o incidente causou uma comoção nacional.

O vídeo que acabou viralizando na web mundial acabou causando protestos no país com milhares de cidadãos estadunidenses se revoltando e indo às ruas protestar contra mais um caso ​​de abuso policial contra minorias.

Dezenas de cantores falaram sobre isso, Billie Eilish e Taylor Swift atacaram Donald Trump por promover o racismo durante seu mandato e outros como Selena Gomez, Beyoncé, Justin Bieber, Rihanna, Demi Lovato, Harry Styles, Katy Perry, Cardi B e Lady Gaga e muitos mais falaram sobre isso através de suas redes sociais.

Outros artistas levaram seu ativismo para outro nível, decidindo quebrar a quarentena de proteção contra o COVID-19 e saindo para protestar nas ruas juntamente com os cidadãos anônimos para exigir justiça e fazer com que suas reivindicações fossem ouvidas.

Entre esses artistas está Ariana Grande, que depois do lançamento do single “Rain on me” com Lady Gaga usou suas redes sociais para apoiar a causa; a artista foi mais uma dos cidadãos estadunidenses que saiu no último 30 de maio nas ruas de Los Angeles para protestar com milhares de pessoas. Ariana Grande chegou a tirar fotos com fãs durante o protesto. Shawn Mendes e Camila Cabello também chegaram a participar dos manifestos físicos.

(FOTO: Reprodução)
(FOTO: Reprodução)
Imagem
(FOTO: Reprodução)
Imagem
(FOTO: Reprodução)
Imagem
(FOTO: Reprodução)

Halsey também foi às ruas ao lado do YUNGBLUD para exigir justiça. Os membros do 5 Seconds Of Summer, Ashton Irwin e Luke Hemmings também estavam nos protestos. Melanie Martinez, Lauren Jauregui, Tinashe, Machine Gun Kelly, J. Cole, Madison Beer e Ross Lynch não ficaram para trás e, com faixas, tomaram as avenidas de suas cidades.

A situação nos Estados Unidos se intensificou nos últimos dias, vários vídeos de abusos policiais e confrontos com oficiais se tornaram virais nas redes sociais e isso tem aumentado a revolta das pessoas.

No polêmico caso que causou comoção nacional nos EUA, o cidadão George Floyd foi morto por um policial de Minnesota, Derek Chauvin, após o policial lhe pressionar com o joelho no pescoço. Um vídeo de celular mostra o policial, que é branco, segurando Floyd por alguns minutos enquanto Floyd reclama que não consegue respirar. Floyd morreu pouco tempo depois em um hospital local.

Confira o violento vídeo do momento da prisão de Floyd: