michael jackson
O cantor norte-americano Michael Jackson (FOTO: Reprodução)

A cantora Sheryl Crow lembrou dos tempos como backing vocal na turnê ‘Bad’, do astro Michael Jackson, na década de 80, e revelou ter observado “coisas muito estranhas” na época em que ficou mais próxima do cantor.

Eu estive por perto em algumas coisas que achei que eram muito estranhas e eu tinha muitas perguntas sobre aquilo”, disse Sheryl, numa entrevista ao site britânico ‘The Telegraph’, postada no último sábado (dia 17).

A cantora de 47 anos não chegou a dar maiores detalhes sobre o que considerava estranho e também falou sobre o documentário ‘Leaving Neverland’, que ela diz não ter vontade de assistir. “Não vi o documentário nem quero ver”, afirmou.

Sheryl Crow descreveu a turnê como uma “experiência louca”. “Ele é a maior estrela de uma geração e eu pude cantar um dueto [I Just Can’t Stop Loving You] com ele todas as noites durante 18 meses”, relembrou Sheryl.

VEJA TAMBÉM: Miley Cyrus “quase fez sexo em público” com blogueira famosa

A cantora ainda declarou que Michael era “muito exigente” e explicou: “Os shows eram muito mecânicos – o oposto dos tipos de shows espontâneos que eu faço agora”.

Além de trabalhar com Michael Jackson como backing vocal, Sheryl Crow também apareceu no clipe do single ‘Dirty Diana’, gravado durante um show do astro.