Sia
A cantora australiana Sia (FOTO: Reprodução)

Artista latino de renome mundial, Ozuna adiciona hoje à sua discografia o lançamento altamente antecipado de seu quarto álbum de estúdio ENOC , com 20 faixas.     

O título do álbum é uma abreviatura de sua identidade artística “El Negrito Ojos Claros”. Depois de conquistar o mundo com seus três primeiros álbuns Odisea (2017), Aura (2018) e Nibiru (2019), o superastro latino apresenta seu trabalho mais completo até o momento, que se mantém fiel à sua personalidade romântica de bad-boy enquanto continua a explorar os temas líricos maduros pelos quais a música urbana é conhecida.     

VEJA TAMBÉM: Ludmilla é a primeira negra latina a conquistar 1 bilhão de streams!

Uma das canções mais aguardadas pelos fãs era a parceria com Sia e Doja Cat em Del Mar. Confira abaixo:

O projeto inclui “Despeinada” (Despenteada, em português), uma colaboração com o cantor e compositor colombiano Camilo. O videoclipe estreou ontem como uma prévia deste álbum, agora disponível em todas as plataformas digitais.    

Em 1º de setembro, outro single de pré-estreia do ENOC foi lançado. Intitulado “Enemigos Ocultos” (Inimigos Ocultos), apresenta ArcángelCosculluela, Juanka El Problematik, Myke Towers Wisin. Este grupo de estrelas da música urbana latina é um retorno às emblemáticas colaborações do Royal Rumble que ajudaram a impulsionar o rápido crescimento da música urbana latina com compilações como “Los Benjamins” (2006), “Sangre Nueva” (2005) e “Más Flow” (2003).    

Apresentando arranjos de reggaeton autênticos, ENOC oferece a cada um dos colaboradores de Ozuna um amplo espaço para contribuir em seu domínio estilístico. Os convidados incluem Daddy Yankee em “No Se Da Cuenta”; Wisin em uma nova versão de “Gistro Amarillo”, Zion & Lennox sobre “Qué Tú Esperas”; J Balvin Chencho em “Una Locura”; Nicky Jam em “Esto No Se Acaba”; e Karol G Myke Towers em “Caramelo Remix”.           

Em suas faixas solo, Ozuna se volta para temas líricos como a sensualidade feminina (“Mala”), calor da pista de dança (“El Reggaetón”) e festas (“Un Get”). Para marcar o seu território, o astro da nova geração de fãs de música inclui faixas poderosas como “Enemigos Ocultos” e “El Oso del Dinero”.  

A música mais pessoal e emocionante do ENOC é a última faixa, “ Gracias ”, que mostra Ozuna agradecendo a Deus pelo sucesso que alcançou.   

“ENOC significa muito para mim. É um reflexo do cenário musical que marcou o início da minha carreira, mas fortalecido por tudo o que aprendi nesses anos, pois fui abençoado por viajar o mundo com meus álbuns anteriores Odisea, Aura e Nibiru”, comenta Ozuna. “Minha equipe e eu trabalhamos nesse álbum com muita intensidade, reconhecendo que durante esse período difícil de pandemia, a música é o melhor escape. Estou muito grato, primeiro a Deus, que torna tudo isso possível; meus colegas que fazem parte deste projeto; Minha família; meu time; e principalmente meus fãs, por sempre me apoiarem. Espero que você goste!”   

O atual hit do cantor “Caramelo”, também está incluído em ENOC, que se tornou um hino na América Latina e permanece próximo no topo das paradas. Em sua versão original e remix com Karol G Myke Towers, “ Caramelo ” ultrapassou 279 milhões de visualizações no YouTube.     

  1. Enemigos Ocultos feat. Arcángel, Cosculluela, Junka el Problematik, Myke Towers, Wisin 
  2. Caramelo 
  3. No Se Da Cuenta feat. Daddy Yankee 
  4. Mala 
  5. Del Mar feat. Doja Cat, Sia 
  6. Sincero 
  7. Qué Tú Esperas feat. Zion & Lennox 
  8. Un Get 
  9. Una Locura feat. Chencho y J Balvin 
  10. A Escondidas 
  11. Esto No Acaba – Nicky Jam 
  12. El Reggaetón 
  13. Despeinada – Camilo 
  14. Gistro Amarillo – Wisin 
  15. El Oso del Dinero
  16. No La Mires – Jhay Cortez
  17. Del Mar (solo version) 
  18. Caramelo Remix – Karol G, Myke Towers
  19. Duele Querer
  20. Gracias