simone e simaria
A dupla baiana Simone e Simaria (FOTO: Reprodução)

Após uma transmissão ao vivo realizada neste sábado (dia 6), a sertaneja Simone, que integra dupla com a irmã, Simara, foi surpreendida por uma espectadora que afirmou que estava cogitando tentar tirar a própria vida. Ao vivo, a artista baiana telefonou para a mulher e transmitiu todo o diálogo pelo Instagram. Simone, que é evangélica, tentou acalmar e confortar a espectadora com um discurso religioso. 

“Você é preciosa para Deus e a sua vida é tão preciosa que o Diabo tenta colocar na sua cabeça para tirar sua vida, mas não deixa isso acontecer”, afirmou a baiana em certo momento, que a seguir acabou cantando um louvor para a espectadora e logo depois retomou o discurso.

VEJA TAMBÉM: Emicida diz para o povo não participar de protestos: “Momento de ser racional”

“Sabe o que Deus diz para você? Ele diz para você assim: ‘Aquela dor na cruz que eu sentia. Com aquele gesto eu dizia. Claro que eu te amo. Pra não te ver nos braços do inimigo. Sofrendo para sempre no castigo. Hoje pra os meu braços eu te chamo. Eu tenho um paraíso pra te oferecer’“, disse a artista.

Suicídio

O suicídio é considerado pelo Ministério da Saúde como um problema de saúde pública, complexo, multifacetado e de múltiplas determinações, que pode afetar indivíduos de diferentes origens, classes sociais, idades, orientações sexuais e identidades de gênero.

Todos os anos, cerca de 800 mil pessoas morrem por suicídio no mundo, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde). No Brasil, uma pessoa morre por suicídio a cada hora, enquanto outras três tentaram se matar sem sucesso no mesmo período.

O assunto é tão complexo que muitas pessoas evitam falar a respeito, o que nem sempre é a melhor decisão. Um problema dessa magnitude não pode ser negligenciado, pois sabe-se que o suicídio pode ser prevenido. Uma comunicação correta, responsável e ética é uma ferramenta importante para evitar o efeito contágio.

Centro de Valorização da Vida

Uma das entidades que ajuda pessoas com pensamentos tristes e depressivos é o Centro de Valorização da Vida, o CVV. A organização existe há anos graças ao trabalho voluntário de centenas de pessoas. O atendimento é gratuito e pode ser feito por telefone e internet. O telefone que tem cobertura para todo Brasil é 188.