simone-e-simaria
A dupla Simone e Simaria (FOTO: Reprodução)

Simone, da dupla com Simaria, contou algumas divertidas histórias sobre suas viagens num vídeo publicado no seu canal do YouTube neste domingo (dia 3). Casada com o empresário Kaká Diniz e mãe de Henry, de cinco anos, a cantora começou contando detalhes de sua viagem à Paris.

Gosto de viajar, mas, ao mesmo tempo, tem algumas coisas que vou compartilhar com vocês que não gosto. Por exemplo: eu e o meu marido decidimos que vamos para Paris. Chega em Paris e começa a tirar umas fotos: uma, duas, três, quatro… na quinta deu. Por quê? Eu não tenho paciência para foto. Para mim três fotos está bom. Não tenho paciência nenhuma… Aí o Kaká fica p… porque ele quer tirar para cima, para baixo. Eu não suporto! Três fotos para mim está ótimo!”, explicou Simone.

A coleguinha também comentou ainda sobre uma viagem que fez para Las Vegas (Estados Unidos) juntamente do esposo: “A gente decidiu ir de lua de mel para Las Vegas. Tudo lindo, maravilhoso… Achei sensacional porque não tinha esse negócio de foto. Queria ver os shows. Fui ao show da Mariah Carey e outras coisas mais. Na volta de lá resolvemos ir a Curaçao (no Caribe). Chego lá, vamos alugar o carro. A mulher fala: ‘não tem mapa’. E como pergunta falando outra língua se eu falo mal português? Depois de duas horas achamos esse hotel. E eu já estava louca com fome. Conseguimos pegar a chave do quarto, mas era longe virado na miséria. Quando chega para tomar banho, Kaká quer o quê: foto! Eu digo: ‘Kaká, é o seguinte: eu não fico aqui mais nem um minuto. Já deu!’ Resumindo, menos de 24 horas na cidade. Cheguei em Fortaleza feliz da vida”.

VEJA TAMBÉM: Ivete Sangalo e Whindersson Nunes lançam o divertido clipe de “Coisa Linda” gravado na quarentena

Dali o assunto passou a ser uma divertida viagem para Tulum, no México e Simone explicou que “sua vida é parcelas”. “Minha vida é na parcela. Quer dizer, se eu morrer hoje, minha família está f… Aí no hotel a gente escolhe o que quer no cardápio. Faz uma bolinha, joga no cano e espera 20 minutos para a comida voltar. A energia do quarto não tem. A gente pega o fósforo, que é molinho, não tem força. Vou mostrar como toma banho: liga o quente ou frio e aqui a água é muito gelada, parece que está dentro de um balde de gelo, pega a cuia e banha sentado. Espelho para se arrumar? Não tem!”, disse rindo.

Lua de mel? Não tem cortina. Me diga se eu tenho condições de ficar pelada, trabalhando o gado, namorando sem cortina? Não dá para mim! O único lugar que dá para fazer alguma coisa sem medo é dentro deste cagador. Cagador para quem não sabe é onde fica o vaso sanitário, onde a gente faz as nossas necessidades. E tem uma outra forma também. De noite, quando a gente apaga todas as velinhas e não vê nada, nem um palito à frente, se quiser é no escuro, sem ver nada, só tocando, só sentindo. Então é isso: ia passar sete dias, fiquei só três porque para mim já deu. Vou pegar minhas malas e tchau! Obrigada!”, concluiu.