michael jackson
O cantor norte-americano Michael Jackson (FOTO: Reprodução_

Uma das sobrinhas de Michael Jackson, Yasmine Jackson utilizou suas redes sociais para fazer uma delicada denúncia. A jovem acusa uma vizinha de tê-la esfaqueado por causa de preconceito racial. Yasmine Jackson, porém, optou por não revelar o nome da agressora.

A sobrinha de “Rei da Música Pop”, que mora nos Estados Unidos, afirmou que não houve nenhuma outra razão para que o crime ocorresse. De acordo com ela, a vizinha teria lhe desferido a facada apenas por ela “ser preta”: “Fui esfaqueada bem na frente da minha casa, porque eu sou preta. Uma mulher me perseguiu e começou a me esfaquear”, compartilhou Yasmine.

Yasmine revelou desejar que a mulher responda criminalmente pela atitude: “Ela precisa responder não apenas por tentativa de assassinato, mas também por crime de ódio. testemunhas viram ela se referir de maneira pejorativa a mim. Esse ferimento aqui, ela enfiou a faca na minha perna e girou. Ela olhou no fundo dos meus olhos e disse “sua negra de m…”.

Policiais que chegaram a ser acionados prenderam a suposta agressora. Yasmine foi socorrida, mas afirmou temer ficar sozinha em casa. Yasmine, vale lembrar, é filha de Joh’Vonnie Jackson, que é fruto de uma relação extraconjugal de Joe Jackson, pai de Michael, na década de 70.

VEJA TAMBÉM: Katy Perry diz que filha mostrou dedo do meio em ultrassom: “Essa é a minha garota”

Atuando como enfermeira, Yasmine Jackson faz a denúncia num momento onde os Estados Unidos estão atravessando uma onda de protestos anti-racistas após a morte de George Floyd, um cidadão negro assassinado por um policial branco. Diversos saques foram feitos no final de semana, assim como confrontos entre policiais e manifestantes.