Sophie, a DJ que morreu ao tentar ver a lua, já trabalhou com Madonna e Charli XCX

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A DJ escocesa Sophie morreu neste sábado (30). De acordo com a Future Classic, empresa que agenciava a carreira da artista, a morte ocorreu por volta das 4h em Atenas, Grécia, após ela subir em um lugar alto para ver a lua, escorregar e cair.

Tragicamente, nossa linda Sophie faleceu nesta manhã após um terrível acidente. Leal a sua espiritualidade, ela escalou para ver a lua cheia e, acidentalmente, escorregou e caiu. Ela sempre estará aqui entre nós. Sua família agradece a todos pelo amor, suporte e privacidade nesse momento devastador.“, disse o comunicado.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sophie ganhou fama na música eletrônica e foi a primeira artista transexual a ser indicada ao Grammy. Ela já trabalhou com grandes nomes, como Madonna.

A obra de Sophie

A escocesa ganhou projeção internacional logo com o seu trabalho de estreia, intitulado “Nothing More To Say”, de 2013. O projeto é marcado pela ousadia e originalidade da artista.

Mas, o álbum que conquistou maior notoriedade foi o “Oil of Every Pearl’s Un-Insides”, de 2018. O disco concorreu de melhor álbum de de melhor álbum dance/eletrônica no Grammy 2019, consagrando Sophie como a primeira artista transgênero a concorrer à premiação.

Ouça:

Além da música eletrônica, ela também se destacava no pop e rap. Sophie trabalhou como produtora para diversos artistas, como Charli XCX e Vince Staples, além de ter trabalhado na faixa “Bitch, I’m Madonna” (2015), parceria entre Madonna e Nicki Minaj.

VEJA MAIS: Fiuk fez “aulas de militância” antes do BBB21 e é exposto por professora

Confira:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio