Spotify explica por que retirou o catálogo de artistas de K-pop da plataforma

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Após gerar revolta de fãs de K-pop com a retirada do catálogo de diversos artistas sul-coreanos da plataforma, o Spotify finalmente se pronunciou.

Acontece que houve um desacordo entre a plataforma de streaming e a distribuidora sul-coreana Kakao M, o que resultou na exclusão das músicas de diversos artistas, como MAMAMOO, LOONA, Monsta X, (G)I-DLE, GFRIEND, Seventeen, IU, The Boyz e Sunmi.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em comunicado oficial, o Spotify explicou que não conseguiu firmar contrato com a Kakao M mesmo após um ano e meio de negociações.

O grupo de K-Pop MAMAMOO (FOTO: Reprodução)

“A partir de 1º de março de 2021, o catálogo da KakaoM não estará mais disponível para nossos ouvintes em todo o mundo devido ao vencimento da nossa licença. Temos trabalhado com a KakaoM ao longo do último ano e meio para renovar o acordo de licenciamento global, para que a música de seus artistas permaneça disponível para os mais de 345 milhões de ouvintes do Spotify em cerca de 170 mercados ao redor do mundo”, comunicou a empresa.

No entanto, a plataforma de streaming não descartou a possibilidade de um eventual retorno do catálogo dos artistas: “O fato de ainda não termos chegado a um acordo sobre um novo acordo global é lamentável para seus artistas, bem como para fãs e ouvintes em todo o mundo. Esperamos que essa interrupção seja temporária e possamos resolver a situação em breve. Continuamos comprometidos em trabalhar com detentores de direitos locais, incluindo a Kakao M, para ajudar a expandir o mercado musical coreano e o ecossistema de streaming em geral”.

O grupo de K-pop Monsta X (FOTO: Reprodução)

VEJA MAIS: Pai de Britney Spears mostra vídeos raros da família em 2020

O acordo entre Kakao M e o Spotify incluía a distribuição do catálogo em todos os países, exceto a Coreia do Sul. Mas, em fevereiro, o Spotify inaugurou seu serviço no país, se tornando concorrente direto da marca sul-coreana, que, além de distribuidora, atua como plataforma de streaming.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio