A banda Fleetwood Mac. (Foto: Reprodução)

Em entrevistas recentes, a icônica vocalista da banda Fleetwood Mac, Stevie Nicks, falou sobre as eleições presidenciais nos Estados Unidos e defendeu o direito ao aborto.

Para o veículo The Guardian, a cantora temeu a possibilidade de a juíza conservadora Amy Coney Barrett assumir a Suprema Corte dos Estados Unidos.

“Direito ao aborto, essa foi realmente a luta da minha geração”, disse ela. “Se o Presidente Trump vencer esta eleição e colocar a juíza que ele quer, ela irá absolutamente ilegalizá-la e empurrar as mulheres de volta para os abortos clandestinos”.

“Se eu não tivesse feito esse aborto, tenho quase a certeza de que não teria havido Fleetwood Mac”, disse Nicks, 72 anos, à revista. “Seria impossível ter um filho naquela época, trabalhando tão arduamente como nós trabalhávamos. E havia muitas drogas, eu estava usando muitas drogas… Eu teria tido que me afastar”.

Nicks disse que era importante para ela fazer parte da banda, não só para espalhar música que “fizesse as pessoas tão felizes”, mas porque o grupo tinha duas cantoras e compositoras.

“E eu sabia que a música que íamos trazer ao mundo ia curar o coração de tantas pessoas e fazer pessoas felizes”, disse Nicks. “E eu pensei: ‘Sabem o que? Isso é muito importante. Não há outra banda no mundo que tenha duas cantoras principais, duas escritoras principais”. Essa era a minha missão mundial”.

Rolling Stone · Traições e US$ 1 milhão em drogas: os 50 anos do Fleetwood  Mac
Fleetwood Mac (Foto: Reprodução)

E falando com Variety na semana passada, Nicks disse que ela não “quer viver num país que é tão divisivo”.

“Já vi tudo isto”, disse Nicks na entrevista, falando sobre a agitação de 2020.

“O racismo nos últimos quatro anos está muito pior do que era. Tenho 72 anos de idade. Vivi durante os anos 60. Já vi tudo isso. Lutei por Roe vs. Wade; essa foi a luta da minha geração”, disse ela. “E não quero viver num país que é tão divisório”. Eu vou viver, tipo, bem, se isto começar de novo e houver mais quatro anos disto, então eu vou – mas não somos bem-vindos em lugar nenhum”.

“Então, para onde posso ir? Então começo a pensar: Oh, espaço”, acrescentou ela. “Talvez eu possa convencer o Elon Musk a nos dar um jato e me deixar escolher 50 pessoas, como se fôssemos uma arca, e alguém poderia nos levar e nos deixar viver em outro planeta até ao fim dos próximos quatro anos”.

VEJA MAIS: Testemunha de casos de pedofilia alega que Michael Jackson é inocente

Na semana passada, Stevie Nicks lançou uma nova canção e um vídeo musical que foi inicialmente inspirado nas eleições de 2008 entre Barack Obama e Hillary Clinton.

A canção, intitulada “Show Them the Way” começou como um poema escrito nesse ano, mas foi recentemente gravada.

“Eu soube na hora, com as eleições presidenciais e todo o resto que se passava, que era a hora certa”, disse Nicks à Variety. “Espero que esta canção e as suas palavras sejam vistas como uma oração – uma oração pelo nosso país, e uma oração pelo mundo”. É um cântico bastante pesado”. E acho que é apenas um cântico espectacular”.

Assista ao clipe: