A cantora Taylor Swift
A cantora norte-americana Taylor Swift (FOTO: Divulgação)

Recentemente, vieram a público alguns casos de pessoas perseguindo Taylor Swift. Porém, somente nesta semana um deles foi realmente condenado à prisão. O acusado foi Roger Alvarado, que no mês de abril de 2018 chegou a invadir a casa da cantora quebrando uma janela da artista. Já no interior da residência, as informações são de que o homem tomou banho e chegou a dormir em um dos quartos da cantora. Taylor Swift não estava no local no momento da invasão.

Segundo informações do New York Post, o homem foi condenado a seis meses de prisão. Depois da sua libertação, Roger Alvarado retornará ao estado da Flórida, onde deverá cumprir cinco anos de liberdade condicional e entrará num programa de saúde mental obrigatório.

VEJA TAMBÉM: Shawn Mendes e Miley Cyrus lançarão música juntos no Grammy

Com tantos casos de perseguição, Taylor Swift chegou a testar em um show uma nova tecnologia com um sistema de reconhecimento facial para reconhecer possíveis agressores. Num show realizado em Pasadena, na Califórnia, em 18 de maio, os fãs foram passando em um quiosque que exibia imagens do ensaio. Enquanto isso, os rostos do público presente eram escaneados secretamente para um cruzamento de informações com um banco de dados com centenas de pessoas que já perseguiram Taylor Swift.

“Não hesitarei em matá-la”, afirma maníaco que persegue Taylor Swift

Há mais de dois anos, Taylor Swift sofre com o assédio de um cidadão norte-americano que lhe persegue. Constantemente o maníaco faz ameaças à cantora chegando a sugerir que irá estuprá-la ou até mesmo assassiná-la.

Eric Swarbrick, 26 anos, morador do estado de Tennessee, começou a enviar cartas violentas para a cantora no ano de 2016. Só agora nesta semana, Taylor conseguiu uma medida protetiva da Justiça que impede Eric de se aproximar dela. A medida anunciada parece não ter causado efeito no perseguidor, já que ele chegou a afirmar em novas cartas que ninguém pode impedi-lo de concretizar seu objetivo.

Segundo informações do site TMZ, em alguns dos documentos que chegaram a ser apresentador por Taylor como prova das ameaças no processo, Eric afirma: “Eu quero estuprar Taylor Swift. É por isso que eu a odeio. É assim que eu sei que somos almas gêmeas”.

“Eu aprendi a reprimir este monstro metafórico dentro de mim, mas, muito em breve, eu vou ser completamente responsável por mim mesmo. Qual é a conclusão lógica possível que não a morte?”.

“Não hesitarei em matá-la. E não tem nada que você, seus advogados, ou a lei possa fazer para me impedir. Lembre-se de quem eu sou”.

Segundo as alegações dos advogados de Taylor, as cartas foram ficando mais ameaçadoras nos últimos tempos, o que vem causando estresse e ansiedade na cantora. De acordo com informações do site TMZ, Taylor Swift está aterrorizada com a possibilidade de Eric conseguir cumprir suas ameaças.

Os advogados de Taylor apontaram que realmente há risco do homem levar suas ideias até as últimas consequências. Um juiz ordenou que Eric pare imediatamente de tentar contatar a cantora, e proibiu que ele se aproxime da cantora, da residência dela nos EUA e também dos membros de sua equipe.