thiaguinho
O músico paulistano Thiaguinho (FOTO: Reprodução)

Nesta sexta-feira (05), Thiaguinho desabafou em seu perfil do Instagram sobre a morte do menino Miguel Otávio Santana da Silva, 5 anos, que caiu do nono andar de um prédio em Recife (PE). O cantor disse ter visto uma entrevista da mãe do menino, Mirtes Renata Souza, e afirma que chorou muito com o depoimento.

O artista diz não se sentir bem. “Meu povo preto sendo tratado com diferença ainda. Por que ainda? Eu estou cansado disso, desde que eu era o Miguel. São tantas coisas inadmissíveis. (…) Vamos entender de uma vez por todas que precisamos falar sobre racismo no Brasil? Porque ele existe, só não vê quem não quer. Não somos tratados iguais. Não temos as mesmas oportunidades”, escreveu.

Se referindo à mãe do garoto, Thiaguinho complementou: “Acabei de te ver falar. Chorei contigo! Sinto sua dor! Minha família sente sua dor… Meu povo sente sua dor. Espero que a morte do seu filho não fique impune! E que a justiça dos homens entenda que não é normal colocar uma criança de cinco anos sozinha no elevador para ela procurar pela mãe”.

VEJA TAMBÉM: Katy Perry diz que filha mostrou dedo do meio em ultrassom: “Essa é a minha garota”

A postagem teve o apoio de fãs e famosos. “Dói demais”, respondeu Preta Gil. “Chorei com Mirtes também. Que dor, meu Deus! Agarrei forte meu filho. Minha sanidade mental está por um fio”, comentou a atriz Pathy de Jesus.

“Impossível estar bem, impossível não chorar com essa mãe, impossível continuar aceitando que o nosso povo continue pagando com a própria vida o preço de uma sociedade absolutamente racista”, comentou a atriz Aretha Oliveira.

Mirtes, mãe de Miguel, participou do programa “Encontro com Fátima Bernardes” através de vídeo e falou sobre a morte do filho. Fátima se emocionou e disse: “Que seu coração fique em paz pelo menino feliz que você teve com você. E tenha certeza que muitas lágrimas e orações estão se juntando às suas”.

Miguel morreu na tarde da última terça-feira (2), enquanto acompanhava a mãe no trabalho. Mirtes era funcionária do prefeito do município de Tamandaré (PE), Sérgio Hacker (PSB), e sua esposa, Sarí Mariana Gaspar da Corte Real. A patroa da mãe do menino estava responsável pelo garoto quando aconteceu a tragédia.