TMZ aponta que Marilyn Manson se entregou à polícia após cuspir em funcionário

Publicado em 8/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O rockstar Marilyn Manson não é mais um fugitivo da polícia em New Hampshire. Segundo informações obtidas pelo tabloide TMZ, o músico se entregou às autoridades após um suposto incidente onde cuspiu num cinegrafista durante um show em 2019, onde o artista foi autuado e liberado.

Segundo o site, o roqueiro enfrenta 2 acusações de agressão pelo incidente com o cinegrafista em um show no Bank of New Hampshire Pavilion em agosto de 2019. As autoridades emitiram o mandado de prisão pela primeira vez em outubro de 2019, mas em maio foi dito que o artista não confirmava tais afirmações. Sua equipe legal contestou os supostos fatos, alegando que Manson esteve em contato com policiais desde que o mandado foi emitido. De qualquer forma, o Departamento de Polícia de Gilford em N.H. afirmou ao TMZ que Manson entregou-se à polícia em L.A. na sexta-feira passada pelos supostos atos e foi libertado sob fiança de fiança pessoal.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

VEJA MAIS: Gay? Fiuk do BBB revela que integrante do One Direction flertou com ele

Marilyn Manson agora foi libertado sob as condições de que não cometerá crimes enquanto estiver em liberdade, não terá nenhum contato com a suposta vítima e aparecerá em todas as suas audiências judiciais. O vídeo do show mostra o exato momento em que Manson enfia seu rosto bem na lente da câmera, e descarrega uma cuspidela. Gilford PD nos disse que a suposta vítima “não sofreu ferimentos”, mas Manson foi acusado porque o cuspe constitui “contato físico desfavorecido”. O músico também vem sendo processado por 4 mulheres por agressão sexual nos últimos meses.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio