Mac Miller e Ariana Grande
O rapper Mac Miller ao lado de Ariana Grande (FOTO: Reprodução)

Quase um ano depois da morte de Mac Miller, o suposto traficante de drogas do rapper foi acusado de overdose. Promotores federais levaram Cameron James Pettit, de 28 anos, sob custódia depois acusações serem proferidas na manhã de quarta-feira (via NBC News).

Segundo informações do site Consequence of Sound, James Pettit é acusado de fornecer oxicodona a Miller dois dias antes de sua morte, em 7 de setembro de 2018. Só que ao invés de conter oxicodona, as pílulas eram feitas de fentanil, cocaína e Xanax.

Os médicos legistas haviam determinado anteriormente que Miller havia morrido por uma mistura letal das duas primeiras drogas e álcool. Antes de a polícia ser chamada para sua casa em Studio City naquele dia, a residência teria sido supostamente sofrido uma “limpa” de drogas.

VEJA TAMBÉM: Após assédio sexual, Taylor Swift toma medida drástica nos encontros com fãs

Os investigadores cumpriram vários mandados, incluindo alguns investigando outros dois traficantes sem nome. De acordo com a denúncia criminal de 42 páginas contra ele, Pettit supostamente enviou uma série de mensagens diretas incriminadoras no Instagram no dia em que Miller morreu. “Acho que provavelmente não devo postar nada … apenas para ser inteligente”, escreveu ele. “Eu não sou ótimo … Provavelmente vou morrer na prisão“, foi outro.

Nas semanas após a morte de Miller, um concerto em homenagem foi realizado em Los Angeles. Sua voz apareceu em várias faixas póstumas este ano, incluindo “Time” do The Free National com Kali Uchis e “That’s Life” com Sia e 88-Keys.

Quando Mac Miller morreu em setembro do ano passado, sua ex-namorada Ariana Grande estava separada do rapper há poucos meses. Logo depois da morte, a cantora estava noiva do comediante Pete Davidson e acabou entrando numa delicada espiral de emoções que acabou colocando fim em seu relacionamento com o humorista.

Em março, a cantora deu pontapé inicial em sua nova turnê e na estreia do evento fez uma homenagem ao ex-namorado. Ariana também chegou a afirmar para alguns dos fãs, durante a passagem de som do evento, que não iria cantar as faixas “ghostin” e “imagine” nos shows, justamente pelas mensagens mais emocionais das letras dedicadas à Mac Miller e porque isto poderia ser “muito pesado” para ela.