A legendária banda britânica The Beatles (FOTO: Reprodução)

Em 1968 os Beatles criaram a música “Revolution“. Na época, a mensagem da faixa foi considerada ambígua e, de acordo com o livro Revolution in the Head: The Beatles’ Records and the Sixties, algumas pessoas se incomodaram com o single. Como publicado pelo CheatSheetNina Simone até escreveu uma canção em resposta.

Segundo o CheatSheet, enquanto a música do grupo era apolítica, a de Nina Simone, “There’s a Riot Going On” prezava por uma mudança radical. Enquanto os Beatles deixa ambígua a ideia da mudança da Constituição dos EUA, Nina a critica abertamente.

LEIA TAMBÉM: Marília Mendonça faz revelação envolvendo Anitta e apaga tweet

Em entrevista, Nina comentou sobre a própria faixa: “Revolution significa o que está acontecendo em todo o mundo. Se você ouvir a letra, verá que, embora inclua o problema racial, inclui todas as revoltas e rebeliões acontecendo em todo o mundo… pobres contra ricos, jovens contra velhos”.

Em entrevista de 1971 à Rolling Stone EUAJohn Lennon compartilhou o que achou da composição da colega de carreira: “Achei interessante que Nina Simone deu uma espécie de resposta à ‘Revolution’. Isso foi muito bom – foi uma espécie de ‘Revolução’, mas não exatamente. Isso eu meio que gostei, alguém que reagiu imediatamente ao que eu disse”.

Ouça os singles: