ludmilla
A cantora fluminense Ludmilla (FOTO: Reprodução)

O Tribunal de Justiça do Rio, na 3ª Vara Cível da Ilha do Governador, na Zona Norte, condenou a socialite Val Marchiori a indenizar a cantora Ludmilla em R$ 30 mil por um caso de racismo. As informações foram publicadas pela coluna de Ancelmo Góis, de O GLOBO.

O processo judicial teve início em 2016 quando na época, a funkeira desfilava como rainha da bateria do Salgueiro. Val, na ocasião, era uma das apresentadoras do carnaval na RedeTV e ao comentar os looks da cantora, a socialite disse: “A fantasia está bonita, a maquiagem… agora, o cabelo… Hello! Esse cabelo dela está parecendo um bombril, gente”. Após o anúncio da indenização, a socialite teria optado por desativar sua conta no Instagram.

Relembre o caso

No ano de 2018 a Justiça condenou Val em primeira instância a indenizar a artista em R$ 10 mil, porém a socialite recorreu da decisão. Na época, a apresentadora afirmou que procurou Ludmilla para se desculpar.

VEJA TAMBÉM: Fãs de Michael Jackson comemoram 15 anos da absolvição de abuso infantil

Pedi desculpas para ela. Mas olha como ela foi ‘mais’ racista que eu: Mais racista, não, porque eu não sou assista… Mas enfim: ela estava lá no barco com a família dela. Fui até ela pedir desculpas. Sabe o que ela fez? Virou as costas para mim e saiu nadando. Mas tudo bem, é um direito dela“, afirmou Val, numa entrevista ao canal “Na Lata”.

Ludmilla afirmou que recusou o pedido de desculpas, pois Val queria usá-la somente para se promover, transformando o momento num ato encenado.

“Mas é claro que eu virei as costas. Ela pediu pro marinheiro dela começar a filmar e me chamou. Quando eu estava indo, meus amigos me alertaram e eu voltei. Segundos depois saiu a manchete no site Ego (lembro perfeitamente) e ainda bem que não fui. Desculpas com o telão ligado é mole”, escreveu a artista no Twitter.

Mesmo com críticas e diante do processo, a ex-participante do reality “Mulheres Ricas”, da Bandeirantes, não crê que sua frase tivesse tom racista. Afirmou somente que foi “indelicada”.

Eu tive, infelizmente, a indelicadeza de falar que a peruca estava parecendo um bombril, e parecia mesmo, vocês podem ver aí… Estava feio mesmo. Mas eu não falei do cabelo dela, até porque, acho o cabelo dela bonito. Agora, falar que o negócio estava bonito na cabeça, não estava, gente! Só isso que eu disse (risos)“.

Ludmilla desfilou como musa do Salgueiro