Valesca Popozuda dispara: “Lula é o Catra da política”

A musa também falou do desejo de uma parceria com Tati Quebra Barraco, MC Carol e MC Kátia

Publicado em 10/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Valesca Popozuda, uma das principais artistas do funk brasileiro, deu um presente aos fãs recentemente: ela própria! A musa lançou o single “Presentinho”, inspirada em um acontecimento íntimo. Para divulgar seu hit e falar um pouco sobre assuntos pessoais, a cantora concedeu uma entrevista exclusiva ao Observatório de Música.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

1 – “Presentinho” chega com tudo, com uma batida envolvente e uma letra bem chiclete. Não podemos deixar de notar que a frase que Catra cantava “Bumbum não se pede, bumbum se conquista” aparece, o funkeiro sempre vai ser uma referência pra você?

Valesca Popozuda: “Então, Negão vai ser eterno, enquanto eu puder fazer homenagens e não deixar de agradecer a ele, eu irei fazer. ‘Presentinho’ vem em uma fase maravilhosa e nada melhor do que lembrar do paizão né, para dar aquela sorte e iniciar com o pé direito.

2 – Você pode falar como foi esse processo de criação da música e do clipe de “Presentinho”?

A música surgiu de uma história real, contei para os meus produtores musicais e aí do nada eles falaram assim: ‘Caraca isso dá uma música’, e aí surgiu Presentinho né, dai a galera colocou a história no papel e conseguiu transmitir no clipe o que eu acabei vivendo.”

3 – No começo da quarentena você fez uma live que foi um sucesso, só com as músicas antigas, e ainda fez história se emocionando enquanto cantava ‘Mama’, sua parceria com Mr. Catra. Tendo em vista o sucesso, a pergunta é, quando a aglomeração for liberada você pretende lançar uma turnê só com as antigas?

Não tem como não me emocionar com o Catra. Eu quero muito lançar sim uma turnê só com as antigas, o público pede muito isso, quero viver isso tudo. Mas é claro que além das antigas eu vou misturar as novas, que não pode faltar.”

(Foto: Reprodução)

4 – Recentemente você participou do clipe da Ludmilla com grandes nomes de mulheres do funk. Vocês pretendem gravar uma parceria em voz com as “Rainhas” do funk, você, Tati, Kátia e MC Carol?

Eu super toparia, a Tati é um ícone né, a Kátia e a Carol também, nosso público vive pedindo, eu quero demais realizar esse acontecimento.”

5- Há alguns anos você fez uma música para o Lula, ano que vem você está preparando outra música para apoiar o presidente no ‘Lulapalooza’?

“O Lula é o Catra da política, ele é o paizão de todo mundo! Quem sabe, uma nova música para o retorno triunfal dele? É um caso a se pensar”.

6 – Além de conteúdo picante, Austin Mahone, MC Carol, Rebecca e Anitta publicam conteúdos musicais e da carreira no OnlyFans. Você vai seguir a mesma linha deles ou pretende postar algo mais ousado?

Então, OnlyFans os fãs me apresentaram né, achei bem legal a ideia, nunca tinha entrado para assistir, pra ver, entrei depois para conhecer. Eu estou pisando na plataforma agora, para conhecer aos poucos. Mas vem muita surpresa por ai, primeiro estou conhecendo! Mas a gente estreia o OnlyFans dia 13, sexta-feira 13 para começar com o pé direito.

7 – E o coração, está batendo forte por alguém? Você tem o sonho de se casar ou você nunca quis?

Valesca? Xii, ta solteira, focada no trabalho! Homem dá muita dor de cabeça, e nesse momento eu estou cuidando de mim mesma. Mas não estou de portas fechadas, se alguém quiser conquistar o ‘Presentinho’, é só vir.

Valesca Popozuda é destaque no funk há mais de 20 anos

Valesca foi fundadora do grupo Gaiola das Popozudas, no início dos anos 2000. Em 2007, estourou com dois hits: “Agora Sou Solteira” e “Late Que Eu Tô Passando”. Letras ousadas como “Quero Te Dar”, “My Pussy” e “Tô Que Tô Pegando Fogo” também viraram febre, deixando o grupo em evidência.

Em 2012, Valesca decidiu seguir carreira solo, divando no ano seguinte com “Beijinho no Ombro”, fazendo centenas de shows desde então e soma mais de 105 milhões de views com o hit no YouTube. De lá pra cá emplacou várias faixas, contando com o lançamento de “Furduncinho” , parceria com os produtores musicais Hitmakers.

Em 2020 se uniu ao Heavy Baile em um encontro de gerações para abalar as estruturas ao emplacar “Me Come e Some”. Na TV, participou ainda dos realities “A Fazenda”, na Record, “Dança dos Famosos”, “Super Chef Celebridades”, na Globo e, atualmente, está na “Ilha” da Rede Record. Valesca não para!

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio