valesca popozuda
A cantora Valesca Popozuda (FOTO: Divulgação)

A cantora Valesca Popozuda concedeu entrevista para o portal iG através de uma live na última quinta-feira (02). Durante o bate papo, a carioca falou sobre os shows virtuais de cantores famosos e afirmou que sua crítica não foi para alfinetar ninguém. “Não quis julgar nenhum artista que está fazendo live, só quis dizer que estes artistas grandes podem ajudar outras [não a Valesca] pessoas também, pequenas empresas, pequenos artistas”.

Popozuda também falou sobre temas como sororidade e rivalidade feminina. “Tem que haver mais sororidade entre nós mulheres, falta um pouco. Porque, infelizmente, eu não sei o que elas pensam em estar sempre colocando uma mulher para baixo. Eu acho que elas têm que pensar nelas, que elas são mulheres também e que nós mulheres mandamos em tudo e temos que nos unir sempre!”, desabafou.

Inclusive, a famosa revelou, que já sofreu com isso, sendo xingada dentro do camarim por outra artista, no entanto, não citou nomes. “Logo no começo da minha carreira, eu fui chamada por uma mulher: ‘Que que essa piranha, essa galinha, está fazendo aqui?’ Só que essa pessoa é mulher também. Eu chorei naquela época, fiquei muito triste, porque eu era muito fã e curtia muito o trabalho [dela]”. Além disso, ela diz que constantemente é apontada por outras mulheres. “Quantas vezes eu não fui atacada na internet. ‘Ah, sua gorda!’ E vem de mulheres! Mas eu tô cagand*, tô aqui pra lutar por elas, que foi o que eu sempre fiz, desde o momento que eu entendi que, no meu trabalho, eu podia dar voz a essas mulheres, foi o que eu fiz”.

VEJA TAMBÉM: Vídeos sensuais de Anitta são publicados em site pornô

Referente a briga entre Anitta e Ludmilla, ela disse que prefere não se envolver, mas acredita que as duas ainda vão acabar se entendendo. “Quem é fã vai tomar partido, vai brigar. Mas eu disse o seguinte: ‘Eu sou fã, eu curto muito o trabalho da Anitta, eu curto muito Ludmilla também. E eu acho que ali é briga de cachorro grande, ali é briga delas. Daqui a pouco, se Deus quiser, tá tudo bem. A quarentena também ajuda, ficamos com os nervos à flor da pele. Só que eu acho que não tem que haver briga, temos que buscar pela paz. Então, eu digo: ‘Não me posicionei, se eu tiver que divulgar o trabalho de uma eu vou divulgar, da Lud também vou ajudar a divulgar’. Mas ali são elas, ninguém tem que se meter”.

Valesca Popozuda afirmou que admira muito a carreira de outras artistas e que já foi procurada por produtores para fazer colaborações e que, em breve, um deles deve acontecer, mas por enquanto não pode revelar mais detalhes. “Eu recebi o convite de um feat., não posso falar porque estamos conversando. Mas já recebi a música, que é muito minha cara”.