valesca popozuda
A cantora Valesca Popozuda (FOTO: Divulgação)

A questão do isolamento social, devido a pandemia do novo coronavírus, pegou algumas pessoas de surpresa, inclusive Valesca Popozuda. Em uma entrevista ao EXTRA, a carioca contou que durante o primeiro mês de confinamento, estava tranquila, entretanto, com o passar os meses, as preocupações foram crescendo a ponto da carioca de 41 anos entrar em depressão. Segundo ela, tudo já está bem, mas foram tempos difíceis.

A partir do segundo mês só piorava, não tinha nada de positivo. Caí em uma depressão horrível. Parou tudo. Iria lançar música, videoclipe novo…Parou tudo. Minha mãe, que tem câncer (de mama), iria passar por uma cirurgia após o carnaval, mas (por conta da pandemia) não pôde ser operada“, conta a cantora.

View this post on Instagram

Saudades de sair com a cachorrada, né Lurdinha?

A post shared by Valesca Popozuda (@valescapopozuda) on

LEIA TAMBÉM: Anitta pode ter revelado nome do próximo álbum em live

Ficava a madrugada toda acordada. Só conseguia dormir lá pelas dez da manhã e ia até umas seis da tarde. Não conseguia fazer nada. Tentava assistir séries, mas quando você deita a cabeça no travesseiro não consegue se distrair. Fiquei sem chão. Chorei muito. Mas sozinha, não queria que minha mãe visse por causa da situação dela“, relata ela.

View this post on Instagram

Fotinha da noite pra vocês. ❤️

A post shared by Valesca Popozuda (@valescapopozuda) on

Após um mês na tristeza, a cantora resolveu tomar as rédeas de sua vida, e procurar ajuda. Após procurar ajuda médica, que receitou alguns remédios, ela conseguiu voltar a dormir bem e no horário apropriado. Foi o momento em que sua vida foi voltando ao “normal“. Valesca inclusive começou os planejamentos para novos projetos em sua vida profissional.

“Me reuni com a minha equipe, já fiz lives, tem as publicações patrocinadas… Começarmos a correr atrás de patrocinador“, conta ela, que também contou sobre seu mais novo projeto: “‘Cabaninha com a Val’, onde eu converso com um convidado sobre vários assuntos, mas cada um na sua cabaninha“, acrescentou a Popozuda.

A cantora também falou sobre a saudade de subir ao palco:“Finais de semana são mais difíceis, porque lembro que estaria no palco. Dá uma tristeza, porque eu amo o que eu faço“, finalizou Valesca Popozuda.