john legend
O cantor norte-americano John Legend (FOTO: Reprodução)

John Legend teve um desastre de vendas com seu álbum “Bigger Love”. O problema é que não houve uma grande estratégia de distribuição em torno do projeto. O jornalista Roger Friedman do site Showbiz 411 aponta que ninguém guiou o álbum para uma audiência direcionada.

“Bigger Love” já vendeu um total de somente 13.200 CDs e downloads de acordo com o AlphaData / Buzz Angle Music. Com o streaming contando, “Bigger Love” vendeu o equivalente a 33.000 cópias.

Na sua segunda semana, “Bigger Love” caiu completamente do top 50, desaparecendo do ranking. É como se “Bigger Love” não tivesse marketing. Havia muita atenção na imprensa e na TV. Mas não houve nenhuma estratégia mais efetiva. Para o seu próximo projeto, John precisa ter algumas colaborações interessantes e alguns hooks para as músicas.

VEJA TAMBÉM: Vídeos sensuais de Anitta são publicados em site pornô

A Columbia Records também sofreu com os elogiados “Rough and Rowdy Ways” de Bob Dylan. Aqui está um ótimo álbum, mas as opções de marketing são limitadas. Ainda assim, Bob fez uma entrevista no NY Times, com muita imprensa. O álbum vendeu pouco mais de 60.000 cópias, com pouca ou nenhuma cópia em streaming. A turnê planejada de verão de Dylan teria aumentado as vendas para 100.000, mas isso não pôde acontecer, por conta da pandemia do novo coronavírus. A Sony ainda pode se concentrar em “I’ve Made My Mind Up to Give Myself to You”” como um single;

Enquanto isso, a boa notícia para a Sony, é que a “Black Parade” de Beyonce vendeu em streaming o suficiente para gerar 99.000 cópias em vendas. Não é enorme, mas é alguma coisa. A questão agora é se “Black Parade” aparecerá no iminente “álbum visual” de Beyonce para a plataforma DisneyPlus, e se haverá um CD associado, e se será na Sony, que até agora não foi mencionada na imprensa envolvendo os lançamentos da cantora.

O grande acerto da Columbia Records para a semana foi o renascimento do álbum “Fine Line” de Harry Styles, com vendas de 32.000% a 6% em relação à semana passada. “Fine Line” está no top 5 agora, depois de cair. O disco “Fine Line” vendeu 145.000 cópias em CDs e downloads, mas com o streaming o número é de 775.000. A turnê de Styles estava esgotada, mas teve que ser cancelada. Muito dinheiro, esforço e tempo foram investidos em fazer de Harry Styles uma grande estrela pop. E parece estar funcionando. (Roger Friedman)

Ouça o álbum de John Legend: