A empresa de desenvolvimento de inteligência artificial OpenAl lançou uma nova rede neural no final de abril, chamada de Jukebox, que pode criar mashups (mixes de músicas) e canções originais no estilo de mais de 9 mil bandas e cantores. Uma dessas crianções, apresenta Frank Sinatra cantando um grande sucesso de Britney Spears, acredita?

Além de que, a empresa divulgou uma lista de faixas, geradas com o algoritmo que seleciona uma música e a reproduz em um novo estilo musical, ou seleciona um single e a interpreta com a voz de um artista de outro gênero musical, como, por exemplo, uma canção de Ella Fitzgerald cantada por Céline Dion.

VEJA TAMBÉM: Ariana Grande quer punição de traficante que colaborou na morte de seu ex-namorado Mac Miller

Apesar da evolução incrível da tecnologia, o portal norte-americano Futurism não se convenceram com as faixas divulgadas pela OpenAI. Por isso, fizeram uma solicitação aos músicos CJ Carr e Zack Zukowski, que também são especialistas em ciência da computação: ouvir Frank Sinatra cantar “Toxic”, de Britney Spears. E eles fizeram exatamente isso.

Confira Frank Sinatra cantando Toxic de Britney Spears:

Um algoritmo que projetos de músicas originais no estilo de bandas que já existem, levanta questões autorais e de criatividade. Por exemplo, os astros que inspiraram a Jukebox a criar específica música podem reivindicar direitos autorais pelo resultado? Ou estamos vivendo o começo de uma nova era da indústria musical? O que as gravadoras acham disso? Talvez seja necessário aguardar para conseguir algumas dessas respostas.

“No momento, há muita criatividade para explorar com a Jukebox”, disse Zukowski.