cranberries
(FOTO: Reprodução)

Um médico legista publicou um laudo sobre a morte acidental da cantora Dolores O’Riordan, vocalista da banda irlandesa The Cranberries. Segundo aponta o documento conclusivo divulgado nesta quinta-feira (dia 06), a vocalista morreu afogada devido a uma intoxicação alcoólica, relataram emissoras de TV.

No mês de janeiro, a cantora de 46 anos foi encontrada submersa na banheira de seu quarto de hotel em Londres após a ingestão de grande quantidade de álcool, segundo especialistas.

VEJA TAMBÉM: Traficante da Demi Lovato provavelmente não será preso segundo TMZ

O documento indica que a cantora havia ingerido uma quantidade excessiva de álcool e o exame toxicológico revelou que ela tinha 330 mg de álcool por 100 ml de sangue, o que significa que ela bebeu quatro vezes o limite legal para poder dirigir no Reino Unido.

Dolores, que catapultou o grupo à fama no início dos anos 90, estava em Londres para gravações antes da realização de uma turnê. A artista britânica, cujos sucessos como “Linger” e “Zombie” a tornaram famosa quando ainda tinha apenas 22 anos, foi a voz de sua geração, afirmou o primeiro-ministro irlandês, Leo Varadkar.

O’Riordan morreu no dia 15 de janeiro deste ano, aos 46 anos. Até então, sua morte era dada como acidental.