A banda Linkin Park (Foto: Reprodução/Internet)

O vocalista do Linkin Park, Chester Bennington, foi internado em uma clínica de reabilitação em 2015, dois anos antes de cometer suicídio, em 2017. A informação foi divulgada por Samantha Bennington, ex-esposa do cantor, em parte do livro “Falling Love Notes: Memories of a Rock Star Wife”, publicação biográfica liberada para o site da revista Rolling Stone.

Chester e Samantha foram casados entre os anos de 1996 e 2005 e tiveram um filho, Draven, em 2002. Após um divórcio tumultuado, o cantor oficializou união em 2006 com Talinda, com quem teve três filhos e ficou até sua morte.

Samantha contou que em 2015 recebeu uma mensagem Chester dizendo: “Para sua informação, não poderei ver Draven por alguns meses”. “Olhei desacreditada para meu celular. Algo estava errado”, declara ela no livro. Ainda conforme a publicação, Draven perguntou o que havia de errado e Samantha mostrou a mensagem do pai ao filho, que respondeu: “parece que ele está em reabilitação”.

VEJA MAIS: Simone diz que filha foi feita no banheiro: “Eita felicidade. Foi ótimo”

Semanas depois, Chester, Samantha e Draven se encontraram em uma pizzaria. Lá, o cantor disse que foi conduzido para um programa de reabilitação contra sua vontade.

“Chester estava com muita raiva porque outros o colocaram na reabilitação sem seu consentimento verdadeiro. Ele compartilhou seus sentimentos com nós dois. Eram sentimentos, preocupações e medos muito profundos e pessoais. Era tanto para absorver que eu fiquei tensa. Fiquei muito preocupada e me perguntei como ele iria fazer algumas mudanças importantes e necessárias na vida dele. A mudança é sempre necessária quando estamos infelizes e Chester nos disse que estava muito infeliz e com raiva”, diz Samantha no livro biográfico.

Samantha descreveu ainda o jantar como “perturbador”, mas, ao mesmo tempo, declarou ter ficado feliz porque Chester foi muito aberto e honesto.