Wanessa Camargo foi motivo de famosa briga entre Dado Dolabella e João Gordo

O rockeiro intitulou a briga como "o Shrek versus o príncipe"

Publicado em 5/22/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em 2003, durante uma entrevista que João Gordo estava fazendo a Dado Dolabella, para MTV, os dois acabaram brigando feio. Com isso, 18 anos depois, o ator revelou que o motivo da briga foi ninguém menos do que Wanessa Camargo.

Ao podcast “Barbacast”, Dado revelou que seu empresário da época não queria que ele participasse da atração, por achar que poderia ser um problema. “Na verdade, isso aí é o que ele (João Gordo) acha da cabeça dele. Não sei de onde ele tirou essa ideia de que eu fui para zoar. Eu não fui para zoar. Fui para ele provar do próprio veneno mesmo, para ele experimentar o que ele fazia com os outros”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“O Gordo zoava geral. O programa dele era chamar as pessoas para o programa e ficar esculachando com a cara da pessoa. Ele fez isso uma vez com a Wanessa Camargo, que na época era minha namorada. Quando ele entrevistou a Wanessa, ela saiu aos prantos do programa dele. Ela me ligou e não conseguia nem falar. Estava soluçando de chorar. “Quando eu vi o programa camarada ‘escrotando’ minha mina, eu achei maior covardia. E eu falei para ela: ‘Relaxa que um dia esse cara vai me chamar para ir lá e ele vai ter o que ele merece. Ele acha que é louco, então ele vai encontrar alguém louco também no meio do caminho’.”

(Foto: Reprodução)

Na época, João Gordo fez um trocadilho com o nome do álbum do cantor, “Dado Para Você”, trocando para o pejorativo “Dando Para Você”. O namorado de Wanessa Camargo na época, apresentou um porrete, um machado e uma corrente de ferro. Após muitas trocas de farpas, eles quase caíram na porrada.

Versão João Gordo:

“Na época, eu sabia mais ou menos quem ele era. Conhecia mais os pais dele, o Carlos Eduardo Dolabella e a Pepita Rodrigues. O cara foi numa de zoar, uma zoeira de playboy, não era para ter treta. Já começou esquisito quando ele dispensou o carro da TV e foi de táxi para a entrevista”, afirmou ele.

O apresentador ainda disse: “Só que antes o Dado passou numa loja de ferragens e comprou uma corrente e um machado. Durante a entrevista, eu queria conversar na boa, mas ele logo disse que eu estava traindo o movimento punk e botou na mesa o que ele tinha comprado. O clima começou a ficar esquisito e eu bati na mesa. Foi quando ele resolveu quebrá-la com o machado. Fiquei indignado”.

“Ficou aquele embate e eu sabia que estaria ferrado se encostasse a mão nele. Era o Shrek versus o príncipe. Acabou que fiquei de vilão da parada porque só foram mostrar as imagens na íntegra quatro anos depois”.

VEJA MAIS: Crime? SBT exibe música vazada de Anitta antes do lançamento

“O curioso é que, após tudo isso, quiseram contratar a gente para uma campanha de calmante. Eu pedi um milhão e o Dado pediu a mesma quantia, aí acabou não rolando“, afirmou o artista.

Sobre o vício em drogas, João Gordo disse que usava cocaína até pouco tempo, mas, nunca se considerou viciado:

“Usei bastante cocaína, mas nunca fui viciado na real, de vender a mesa de casa para comprar a droga. Eu era um apreciador. Gostava de enfiar o pé na jaca, usei um monte de coisa e já tive até uma overdose. Com pó foi até outro dia atrás. Tem gente que parece que foi pego para sempre, como o Lobão. Já usou tanto que nem precisa mais”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio