ariana grande
A cantora norte-americana Ariana Grande (FOTO: Reprodução)

Ariana Grande falou sobre o quão problemático pode ser assumir o rótulo de “diva”. A cantora, que se abriu com o apresentador e radialista Zane Lowe em seu programa da Apple Music, disse que isso inclusive acabou lhe levando a parar de dar entrevistas.

A dupla falou sobre uma playlist musical que Ariana montou e a faixa de Whitney Houston que ela incluiu, o que os levou a conversar sobre como a palavra diva é agora mal interpretada. “Parei de fazer entrevistas por um tempo muito longo, porque sentia que sempre que eu chegava a uma posição em que alguém tentava dizer algo para isca de clique ou torcia minhas palavras ou blá, blá, blá, eu me defendia. E então, as pessoas seria como ‘Oh, ela é uma diva’ “, ela compartilhou. “Eu fiquei tipo, ‘Isso não faz nenhum sentido“, revelou a artista que recentemente publicou uma foto decotada no Instagram.

Ariana que tem 26 anos, passou a falar sobre os duplos padrões que podem existir quando homens e mulheres expressam suas opiniões. “Porque eu tenho uma opinião sobre algo que era uma opinião artística ou se estou comentando algo, ou se tenho algo a dizer sobre uma escolha que está sendo feita com a minha carreira ou algo, blá, blá, blá, isto sempre acabou sendo manipulado no passado se transformando em algo negativo, enquanto eu não vejo isso com os homens “, disse ela. “Não é a mesma coisa com as mulheres, que espero que possamos trabalhar para consertar. E é claro que nem sempre é o caso. Nem sempre é assim. Mas é o que acontece … Isso faz você querer acalmar um pouco. Mas eu também estou tentando dizer ‘foda-se isso’. Você sabe o que eu quero dizer? Estou cansado de ver mulheres silenciadas por isso”. Na mesma entrevista, a cantora também se abriu sobre seu falecido ex-namorado Mac Miller, que morreu em setembro de 2018, e como a música era importante para ele. “Acho que nada mais importava para ele do que música. E ele era o tipo de pessoa que acordou e correu pro estúdio, caiu da cama, entrou no estúdio ao lado”, disse ela a Lowe. “É um presente tão bonito que acho que ele meio que tocou o mundo”, continuou ela. “E acho que o que ele mais deseja é que apenas apreciemos e não esqueçamos.”

Em setembro de 2018, Ariana Grande postou uma mensagem no Instagram sobre Miller, dizendo que ela estava arrasada e com raiva por seu ex-namorado Mac Miller não ter conseguido ser capaz de superar seus demônios. Nas semanas após a morte de Miller, um concerto em homenagem foi realizado em Los Angeles. Sua voz apareceu em várias faixas póstumas este ano, incluindo “Time” do The Free National com Kali Uchis e “That’s Life” com Sia e 88-Keys.

Quando Mac Miller morreu em setembro daquele ano, sua ex-namorada Ariana estava separada do rapper há poucos meses. Logo depois da morte, a cantora estava noiva do comediante Pete Davidson e acabou entrando numa delicada espiral de emoções que acabou colocando fim em seu relacionamento com o humorista.

Em março, a cantora deu o pontapé inicial em sua nova turnê e na estreia do evento fez uma homenagem ao ex-namorado. Ariana também chegou a afirmar para alguns dos fãs, durante a passagem de som do evento, que não iria cantar as faixas “ghostin” e “imagine” nos shows, justamente pelas mensagens mais emocionais das letras dedicadas à Mac Miller e porque isto poderia ser “muito pesado” para ela.