beyoncé
A cantora norte-americana Beyoncé (FOTO: Reprodução)

Nos Estados Unidos, Beyoncé se juntou à lista crescente de celebridades que vêm homenageando Breonna Taylor, jovem natural de Louisville, que celebraria seu aniversário de 27 anos na sexta-feira (5 de junho). “Justiça para Breonna. Clique no link da minha biografia para agir”, escreveu Beyoncé ao lado de uma imagem em animação de Taylor, juntamente com um link para a petição que os fãs podem assinar para exigir justiça no caso.

Segundo informações do jornal New York Times, no dia 13 de março, a técnica de emergência médica foi morta com oito tipos após a polícia de Louisville ter invadido a casa onde ela dormia com o namorado. O jornal local Courier Journal aponta que os oficiais faziam investigação sobre tráfico de drogas e usaram um mandado de busca que lhes davam o poder de entrar no imóvel “sem bater na porta” de Taylor, ou se identificar como policiais.

VEJA TAMBÉM: Anitta dança de biquíni com Gui Araújo e recebe tapinha no bumbum

Buscando o paradeiro de dois homens envolvidos com narcotráfico, a casa de Taylor entrou na rota investigação pois a polícia suspeitava de que o local servia como ponto de receptação de drogas. Os três policiais envolvidos no caso afirmam que relataram sua presença no imóvel e que o namorado de Breonna teria atirado neles. Com os disparos, os policiais decidiram revidar. Os oficiais não foram formalmente indiciados no caso e seguem trabalhando em áreas administrativas na polícia local.

Mesmo tendo sido assassinada no dia 13 de março, a busca por informações do caso de Breonna aumentou nesta sexta, possivelmente porque as lembranças do seu aniversário tomaram corpo com as hashtags com seu nome. A atriz Viola Davis também se manifestou sobre o caso pedindo um posicionamento das autoridades por justiça.

O nome de Breonna foi cantado pelos milhares de manifestantes que saíram às ruas na semana passada e meia em todo o país para marchar em homenagem a George Floyd, o homem negro de Minneapolis que foi morto sob custódia policial quando um policial branco se ajoelhou em seu pescoço por quase nove minutos.