cher
A cantora norte-americana Cher (FOTO: Reprodução)

A cantora Cher estaria, alegadamente, no leito de morte prestes a morrer devido a uma doença rara. Quem aponta as informações sobre o caso seria uma publicação britânica chamada Globe que publicou uma reportagem com o título impactante “Cher Doente Batendo na Porta do Céu”. O texto alega que a cantora icônica está doente e pode morrer em breve.

O veículo afirma ainda que Cher está “assustadoramente doente, com dificuldade em respirar, e não conseguia sair da cama”. De acordo com uma fonte da publicação, Cher trata do vírus Epstein-Barr desde os anos 80 e agora vem tendo maiores complicações com a doença. Segundo o jornal, a doença vem lhe deixando “deprimida” e “acamada” por meses. Além disso, alegadamente, “causou uma destruição nos seus rins e no seu coração”.

“As pessoas que sofrem de fadiga crônica podem manter essa doença para o resto da vida”, lê-se num relatório médico que concluiria ainda que Cher está morrendo e poderá não viver muito mais tempo.

VEJA TAMBÉM: O dia em que Cher disse exatamente o que pensava de Madonna

Segundo o site MSN, o site da Globe publicou também uma história semelhante em novembro de 2019. O jornal alegou que Cher estava “a lutar todos os dias para encontrar forças para continuar”.

“Ela está sob o efeito do devastador do vírus Epstein-Barr e, por vezes, é difícil sair da cama”, disse a fonte anônima.

Rumor desmentido

Um representante de Cher negou veementemente o boato. Afirma ainda que não é verdade que a cantora de Believe esteja acamada. Vale lembrar, inclusive que há alguns dias atrás, ela compartilhou fotos suas no Twitter, e não pareceu nada doente.

Além disso, Cher lançou uma nova canção no mês passado para o projeto Won’t Stop, da UNICEF. Se ela estivesse doente, não poderia ter gravado a canção. Antes do evento, Cher disse que estava muito entusiasmada por gravar para a UNICEF, porque é uma grande fã da organização.

“Estou muito orgulhosa por estrear esta nova versão durante a transmissão do especial da UNICEF Won’t Stop“, disse Cher. “Há muito que admiro a UNICEF, especialmente pelo seu trabalho com mulheres jovens, desde pequena. Agora, mais do que nunca, é fundamental que demos prioridade a todas as crianças do mundo como se fossem as nossas”.

Cher tem realmente lidado com Epstein-Barr

A publicação confirmou que Cher realmente contraiu o vírus Epstein-Barr. No entanto, ela lida com a doença desde o seu diagnóstico há uma década.

Não foi uma batalha fácil para Cher no início, de acordo com notícias anteriores. “Fiquei muito doente“, disse ela ao New York Times (via Hollywood.com). “Durante dois anos, não consegui trabalhar. Foi terrível”. Acabei o segundo ano com uma pneumonia.

“Todas estas ofertas de filmes estavam a chegar, mas tive de recusar todas”. Fiquei muito, muito aborrecida com isso. E quando voltei, tive de voltar a trabalhar desde o início – a fazer concertos e coisas do gênero”.

Apesar disso, Cher não mostra sinais de cansaço ou aposentadoria. Neste momento, a cantora aparenta estar em excelente saúde e continua a trabalhar em sua música tendo lançado recentemente uma série de covers do grupo Abba.

View this post on Instagram

Ay Chiquitita ♥️

A post shared by Cher (@cher) on