A cantora sul-africana Kelly Khumalo (FOTO: Reprodução)

Há pouco mais de seis anos o goleiro Senzo Meyiwa, que foi titular e capitão da seleção da África do Sul, foi assassinado. Contudo, nesta semana, o caso deu uma grande reviravolta, onde sugere que a ex-namorada do jogador, Kelly Khumalo, teria sido mandante do crime.

Segundo publicado pelo South African, uma folha de acusação, acidentalmente vazada para a imprensa, revela que a polícia agora tem Kelly Khumalo listada como alguém que precisará ser investigada mais profundamente.

Popstar sul-africana é apontada como principal suspeita de ser mandante do  assassinato de capitão da seleção do país - Monet | Notícias
(FOTO: Reprodução)

O documento bombástico afirma que a Sra. Khumalo deve ser investigada sobre as alegações de que um credor lhe deu dinheiro “para pagar por um assassino”. As autoridades também precisaram obter uma declaração da pessoa acusada de lhe conceder um empréstimo.

Além disso, os policiais investigadores destacaram suas preocupações com os registros do celular de Kelly Khumalo – que indicam que ela estava em contato com o acusado que compareceu ao tribunal na terça-feira. O assassinato ocorreu na casa da mãe da cantora, e ela rejeitou todas as acusações feitas contra ela nos últimos seis anos.

Os registros do telefone celular da Sra. Kelly Khumalo indicando sua comunicação com o acusado devem ser obtidos, conforme indicado anteriormente. Foi mencionado anteriormente que havia um credor que adiantou dinheiro a Kelly Khumalo, aparentemente para pagar assassinos, e que esse credor a estava importunando para o reembolso do empréstimo. A declaração do credor deve ser obtida.

VEJA MAIS: Amigos de Ludmilla são acusados de agredir mulher e web cobra posicionamento


O ‘vazamento’ do NPA deixou cair uma enorme dica sobre a direção que este caso tomará. Embora Kelly Khumalo ainda não tenha sido acusada de nenhum crime, parece que a polícia tem algumas linhas de investigação sérias que levam ao músico.