gusttavo lima
O cantor mineiro Gusttavo Lima (FOTO: Reprodução)

No cenário sertanejo a quarentena causada pelo novo coronavírus não tem sido tão ruim assim. Mesmo com shows cancelados, os artistas encontraram nas lives a grande chave de virada que precisavam para se manterem ativos. O maior nome dessa nova leva de apresentações intimistas, na maioria, dentro de sua própria casa, é Gusttavo Lima. O cantor, que fez a terceira live durante o isolamento social na sexta-feira (22), com as maiores cotas de patrocínio preenchida, embolsou nesta última mais de R$ 3 milhões.

Os patrocínios para a live de Gusttavo variam de R$ 400 mil a R$ 1 milhão, esta intitulada de cota Embaixador. Só na transmissão na noite de sexta-feira (22), três marcas pagaram o valor máximo para terem seus logos estampados durante o ao vivo, fora as inserções de merchandising e publiposts nos stories e feed do Instagram do artista, antes e depois do show.

Lima também recebe pelo número de visualizações e inscrições no YouTube, que monetiza os acessos para o artista que se apresenta através da plataforma. Na primeira, o cantor alcançou o número de 10 milhões de pessoas assistindo à live. Na segunda, alcançou mais de 50 milhões de acessos, sendo cinco vezes mais que a primeira. Com tantos números de views, os valores de propaganda e patrocínio também foram reajustados. Na primeira, a cota Embaixador custava R$ 500 mil.

VEJA TAMBÉM: O dia em que o topless de Janis Joplin parou Copacabana

Atrás do sertanejo, estão apenas Jorge e Mateus, que têm cotas de patrocínio entre R$ 400 mil e R$ 600 mil, além de apoio, cotas menores, de R$ 100 mil a R$ 200 mil. Felipe Araújo, um forte nome da música sertaneja, que vinha bombando com shows no início do ano, ainda possui números interessantes perto dos professores. As cotas vão de R$ 20 mil a R$ 100 mil na categoria master.

Gusttavo Lima fazia aproximadamente 15 shows por mês. Cada um em média de R$ 700 mil de cachê. O que no fim do mês totalizaria R$ 10,5 milhões. Com três lives até o momento, Gusttavo já chegou bem perto desse total, com muito menos trabalho e cansaço. Mesmo com tantos zeros no faturamento, Gusttavo dispensou todos os seus divulgadores, cortou investimentos em rádio e demitiu funcionários.