Eduardo Costa
O cantor mineiro Eduardo Costa (FOTO: Reprodução)

Em plena pandemia, diversos artistas como Gusttavo Lima e Thullio Milionário voltaram a fazer shows presenciais e com aglomeração. Mas esse não será o caso de Eduardo Costa.

“Não devemos nos precipitar. Nós artistas já seguramos até agora, estamos em novembro. Resta cobrar uma atitude dos nossos políticos para entrar no ano que vem, em janeiro, já pensando em trabalhar”, disse.

Segundo o Splash, o cantor ainda se mostra esperançoso sobre a vacina: “A nossa grande esperança é a vacina. Com a população vacinada, a gente já pode se reunir, não vai ter problema”.

VEJA TAMBÉM: Eduardo Costa mostra arrependimento em apoio a Bolsonaro

“Meu maior medo com relação a essa pandemia são as pessoas de mais idade e que têm alguma doença que não aguentam pegar o vírus. A vacina chegando, a aglomeração pode acontecer”, continuou.

Ele ainda contou: “Consegui manter a minha equipe. Mas se eu tiver que segurar mais um pouco, já não consigo mais. Porque todos os negócios estão em queda livre”.