britney spears
A cantora norte-americana Britney Spears (FOTO: Reprodução)

O pai de Britney Spears, Jaime, diz que sua gestão na tutela da cantora a manteve cheia de dinheiro, mesmo com ela travando uma batalha legal para poder controlar sua fortuna de 60 milhões de dólares.

Ele defendeu seu trabalho administrando a fortuna de sua filha nos últimos 12 anos, enquanto seu novo advogado Sam Ingham pedia ao tribunal para retirar Jamie de suas funções como chefe da tutela.

O pai de Britney afirma que desde que a tutela foi implementada em 2008, ele lidou habilmente com ameaças financeiras, incluindo dívidas e ações judiciais, e que atualmente estão em bom estado.

VEJA TAMBÉM: Polêmica! ‘Like a Prayer’ e a importância de Madonna nos anos 80

Jamie disse em documentos judiciais que uma substituição foi necessária quando Lou Taylor, que estava na posição de gerenciar os negócios da voz de ‘Overprotected’, recebeu ameaças de morte em meio ao controverso acordo em andamento.

Britney Spears
(FOTO: Reprodução)

Segundo ele, após uma busca exaustiva, as pessoas que trabalham com ele cuidando da tutela decidiram que Michael Kane seria a pessoa certa para o cargo de gerente de negócios da artista.

Britney Spears, porém, disse em documentos legais que sua equipe recebeu uma carta informando que seus negócios não eram mais administrados pela empresa Tristar Sports and Entertainment Group.

Isso aconteceu sem que ele conseguisse entrevistar Kane ou assinar sua contratação antes de Jamie colocá-lo em uma posição de destaque.

(FOTO: Reprodução)

Em seguida, ela pediu ao tribunal que a organização Bessemer Trust Company recebesse o controle total de sua tutela, retirando o poder de Jamie.

Desde 2008, a cantora supostamente não tem controle sobre seu próprio dinheiro, além de não poder votar, namorar, engravidar, mexer no celular ou se apresentar sem a permissão e supervisão de seu pai.