beyoncé
A cantora norte-americana Beyoncé (FOTO: Reprodução)

Mesmo com as vitórias de Lil Nas X e Lizzo em categorias menores no Grammy deste domingo (dia 26), internautas voltaram a criticar os critérios eleitorais da Academia musical alegando suposto racismo dos votantes.

Numa noite de premiação onde Billie Eilish se consagrou como a grande vencedora do evento, usuários de redes sociais argumentaram que a jovem caucasiana de 18 anos já conquistou uma honraria que outros cantores negros históricos não alcançaram.

VEJA TAMBÉM: Irmã gêmea? Garota idêntica à Anitta viraliza na web e ganha milhares de seguidores

A vitória esmagadora da jovem que conquistou 6 troféus e os principais prêmios da noite, parece ter surpreendido a própria Billie Eilish, que ao subir no palco do Grammy para agradecer pelo prêmio de Álbum do Ano chegou a admitir que pensou que o álbum “Thank U Next” (disco puxado pro R&B) de Ariana Grande merecia o troféu.

Confira o depoimento “sincerão” de Billie abaixo:

Ariana, vale lembrar, teria sido vítima no ano passado de uma suposta fraude denunciada pela ex-presidente do Grammy, a executiva Deborah Dugan que revelou a suposta trapaça nas indicações de “Canção do Ano” na edição de 2019 onde artistas que tinham sido mais votados, como por exemplo Ariana Grande e Ed Sheeran, teriam sido simplesmente ignorados e substituídos por outros músicos que estavam em posições muito inferiores.

Em seu discurso, Deborah também explica que os dirigentes do Grammy Awards endossam um posicionamento extremamente racista, afirmando que dificilmente artistas do R&B e Rap (predominantemente negros) acabam saindo vencedores das principais categorias da premiação, como Música, Gravação e Álbum do Ano. A rejeição aconteceria mesmo com nomes consagrados pela crítica e público, como Beyoncé, Kendrick Lamar e Kanye West. No processo, há argumentos de que membros negros da Academia eram expulsos da equipe por falar da falta de diversidade do Grammy Awards.

Beyoncé, vale lembrar, é a recordista absoluta em número de indicações na história do Grammy (60 indicações). Mesmo assim discos que ajudaram a definir e moldar os caminhos da indústria musical como Beyoncé (2013) e Lemonade (2016) não foram premiados na categoria “Álbum do Ano” nos anos em que foram indicados. A esposa de Jay-Z, na verdade, nunca foi premiada nesta que é considerada uma das principais da cerimônia que é a honraria máxima da indústria musical.

Já neste ano, Beyoncé concorria em 4 categorias, sendo elas: Melhor Performance Pop Solo, por “Spirit”; Melhor Álbum Pop Vocal, por “The Gift”; Melhor Canção Escrita para Mídia Visual, por “Spirit”; Melhor Filme Musical, por “Homecoming”.  

VEJA TAMBÉM: Irmã gêmea? Garota idêntica à Anitta viraliza na web e ganha milhares de seguidores

Confira algumas reações de usuários diante da esmagadora vitória de Billie Eilish na premiação: