Taylor Swift bate novo recorde no topo da Artist 100

Drake ocupa o segundo lugar na parada Artist 100

Publicado em 12/10/2021 15:32
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Taylor Swift salta do número 16 para o número 1 na parada Billboard Artist 100, retomando seu status como o melhor ato musical nos Estados Unidos para a semana 49ª, no total de recorde. As informações são da Billboard.

Swift se recupera quando seu LP Fearless (versão de Taylor) retorna ao primeiro lugar na Billboard 200 pela segunda semana no topo, quase seis meses após seu lançamento, após a chegada em 1º de outubro de seu CD autografado, disponível apenas na loja virtual de Swift e em seu LP de vinil correspondente. 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O conjunto ganhou 152.000 unidades de álbum equivalentes e vendeu 67.000 álbuns de vinil na semana encerrada em 7 de outubro, de acordo com MRC Data, marcando a quarta maior semana para um álbum de vinil desde que MRC Data começou a acompanhar as vendas de música em 1991. Evermore de Swift detém o recorde, com 102.000 unidades vendidas em sua primeira semana de disponibilidade em vinil (parada de 12 de junho), seguido por ‘Sour’, de Olivia Rodrigo (76.000; 4 de setembro) e Billie Eilish com Happier Than Ever (73.000; 14 de agosto).

Datado do lançamento do Artist 100 em julho de 2014, Drake ocupa o segundo lugar com 32 semanas no primeiro lugar, seguido por The Weeknd (22) e BTS (20).

Taylor Swift atribui muitos de seus prêmios ao seu número da ‘sorte’

Taylor Swift tem sido uma das cantoras mais comentadas da indústria há 15 anos. Porém desde sempre, os fãs notaram o número 13 ao redor da artista. A loira, que recentemente recebeu o Prêmio Gracie de Folclore da Disney+: The Long Pond Studio Sessions, está programado para lançar uma nova versão de ‘Red’ no mês que vem e foi às redes sociais para o anúncio.

Em seu Twitter, a loira escreveu: “Tenho uma notícia que acho que você vai gostar. Minha versão de ‘Red’ sairá uma semana antes do previsto (incluindo o vinil de 4 discos) em 12 de novembro! Mal posso esperar para comemorar o dia 13 com você e nosso novo / antigo álbum de desgosto de outono. ”

À medida que os fãs aumentam a empolgação com este lançamento indiscutivelmente monumental, estamos prontos para revisitar o trabalho musical da ‘velha Taylor’ e todas as suas peculiaridades. Um deles sendo a lógica por trás de sua superstição e paixão pelo número 13.

Há muito tempo foi registrado que Swift tem uma queda pelo número que é azar para alguns. Claro, o que quer que ela faça, os fãs provavelmente seguirão o exemplo, e Swifties começaram a adotar o número da sorte da cantora.

Veja, Swift costumava ser vista regularmente no palco com o número estampado em sua mão criado com arte temporária e canetas brilhantes, mas era apenas algo para dar a ela um toque peculiar ou havia uma razão para isso?

Sendo assim, a MTV a questionou sobre o assunto: “O significado do número 13 na minha mão… Eu pinto isso na minha mão antes de cada show porque 13 é o meu número da sorte, por vários motivos. Eu nasci no dia 13. Fiz 13 anos na sexta-feira 13. Meu primeiro álbum foi ouro em 13 semanas. Minha primeira música # 1 teve uma introdução de 13 segundos. Toda vez que ganhei um prêmio, estive sentada no 13º lugar, na 13ª fila, na 13ª seção ou na fila M, que é a 13ª letra.”

Taylor Swift vence prêmio por “Folklore: The Long Pond Studio Sessions”

Taylor Swift venceu a categoria Especial Variedades pelo documentário e concerto “Folklore: The Long Pond Studio Sessions“, na 46ª edição do Gracie Awards. A premiação honra “mulheres que estão fazendo mudanças positivas e que promovem a discussão sobre como é uma carreira gratificante na mídia”,

Organizada pela Alliance for Women in Media, o evento aconteceu de forma remota nesta terça (5). O prêmio de Swift foi apresentado pela ginasta olímpica Simone Biles.

A atleta disse que o prêmio “é concedido a uma mulher que fez contribuições à mídia que vão além, que dá luz aos problemas e traz criatividade e narrativa”. Biles ainda fez questão de agradecer o apoio da cantora durante os Jogos Olímpicos de Tóquio.

Em seu discurso de aceitação, Taylor falou sobre como foi gravar o filme e agradeceu aos colaboradores e fãs: “Fazer este filme realmente foi uma experiência nova para mim de várias maneiras. Estava no meio de uma pandemia e foi a primeira vez que a maioria das pessoas que trabalharam nele saíram de suas casas, então, em primeiro lugar, quero agradecer a nossa equipe médica, nossa equipe [contra] COVID que testou todos e garantiu que estivéssemos em um espaço seguro para criar música novamente.”

Ela então agradeceu a Aaron Dessner, Jack Antonoff, John Low e Laura Sisk, que trabalharam com ela nos álbuns ‘ ‘folklore’ e ‘evermore’. “Jamais esquecerei nossa experiência juntos. Filmar o Folklore Long Pond Sessions foi uma forma de comemorar isso e sempre serei muito grata”, disse a cantora.

“Mas principalmente, obrigada aos fãs por se importarem com tudo isso”, concluiu ela. “Obrigado por ser a razão pela qual pudemos nos unir dessa forma, você transformou o álbum no que ele é e continuam me surpreendendo o tempo todo.”

Taylor Swift deve retornar ao topo da Billboard com regravação de álbum

A cantora Taylor Swift deve retornar ao primeiro lugar da Billboard, com seu disco “Fearless (Taylor’s Version)”, regravação de seu segundo álbum de estúdio.

Assim como foi com o “evermore”, o site Hits Daily Double acredita que o “Fearless (Taylor’s Edition)” voltará ao primeiro lugar da Billboard com mais de 200 mil unidades vendidas. De acordo com o site, pelo menos 130 mil são garantidas, e com um possível novo recorde na venda de vinis. Vale lembrar que o projeto “evermore” teve 102 mil unidades vendidas.

Taylor Swift já é dona de três álbuns com 3 bilhões de streams no Spotify

Taylor Swift segue mostrando sua força no streaming! O álbum “1989”, lançado pela artista em 2014, ultrapassou a marca de três bilhões de streams no Spotify. É o terceiro disco da cantora a alcançar o feito, seguido de “Lover” e “reputation”.

Com isso, Taylor se une à Ariana Grande como as únicas artistas femininas a possuir pelo menos três álbuns com três de reproduções no Spotify. Grande alcançou a marca com quatro discos: “thank u, next”, “Dangerous Woman”, “My Everything” e “Sweetener”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio